• Read this in
  • en

 

Com o aumento das vendas de veículos no principal mercado da América do Sul após um longo período de declínio, o setor automotivo da região está ficando cada vez mais otimista. Depois de vários anos de redução – algo que forçou todo o setor a se tornar muito mais enxuto e ajustado do que antes – a América do Sul agora parece enfrentar um novo período de crescimento, com renovado interesse em investimentos e um forte foco nas oportunidades futuras.

Ao mesmo tempo, é claro, o setor automotivo da América do Sul, como outros em todo o mundo, está se preparando para avanços rápidos em desenvolvimento de veículos, regulamentação, métodos de fabricação e tecnologia da informação – todos eles impulsionando transformações radicais no cenário automotivo global, colocando nova pressão em suas redes de logística.

Garantir que as cadeias de suprimentos da indústria estejam na melhor forma possível para gerenciar tudo isso e aproveitar ao máximo todas as oportunidades que surjam nesse mercado dinâmico dependerá apenas da combinação certa de investimento, infraestrutura e inovação, bem como maior foco na colaboração, liderança e habilidades.


Download Aapp on the AppStore
  Download app on Google Play

A conferência Automotive Logistics América do Sul, que acontece no dia 28 de novembro em São Paulo, examinará exatamente o que fabricantes de automóveis, fornecedores sistemistas, prestadores de serviços logísticos e operadores de infraestrutura precisam fazer em suas cadeias de suprimento para alcançar o equilíbrio certo e aproveitar ao máximo este novo amanhecer, conforme este importante mercado automotivo global cresce novamente.

 

DESCONTOS DE RESERVA ANTECIPADA disponíveis por um período limitado.

LUGARES GRATUITOS disponíveis para fabricantes de veículos e fornecedores sistemistas (sujeito a aprovação).

 


Investimento

Apesar das altas taxas de produtividade nas fábricas brasileiras, a ineficiência na logística e distribuição, bem como impostos e taxas e problemas crônicos em infraestrutura entre estradas, portos, ferrovias e aeroportos, continuam a pesar negativamente para os fabricantes brasileiros e para a economia em geral. A capacidade da região para superar esses problemas será crítica.

Infraestrutura

Apesar das altas taxas de produtividade nas fábricas brasileiras, a ineficiência na logística e distribuição, bem como impostos e taxas e problemas crônicos em infraestrutura entre estradas, portos, ferrovias e aeroportos, continuam a pesar negativamente para os fabricantes brasileiros e para a economia em geral. A capacidade da região para superar esses problemas será crítica.

Colaboração

A logística colaborativa em termos de compartilhamento de frotas e armazéns e a produção, bem como outros recursos, são áreas nas quais o país começou a progredir e poderia ir muito além. Durante a recessão, as empresas começaram a compartilhar áreas que não eram [anteriormente] produtivas. É vital para a indústria, no entanto, não voltar a velhos hábitos e acabar com este processo de logística colaborativa à medida que a economia se fortalece novamente.


Talento e Liderança

Com a escassez de habilidades se tornando cada vez mais aguda em todo o setor automotivo global, muitos executivos do setor sul-americano estão lutando para formar forças de trabalho prontas para a competição global. O crescimento internacional nas condições atuais, cada vez mais complexas e competitivas de mercado, é um desafio. Para ter sucesso, os líderes automotivos na região precisarão priorizar efetivamente capacidades específicas e canalizar seu investimento de acordo com a situação.

 

Automotive Logistics Global Automotive Logistics Global    Automotive Logistics Global

 

Áreas específicas a serem abordadas incluem:

 

Logística na fábrica

Armazenamento

Embalagem

Transporte rodoviário

Política do governo

Frete ferroviário

Portos e transporte

Investimento em infraestrutura

Tecnologia da informação

Liderança e Habilidades

Automotive Logistics Global

 

O QUE DELEGA DIZER