Gefco chega mais perto de oferta pública

  • Read this in
  • zh-hans
  • ru
  • es
  • en

Gefco car transporter

A Gefco reafirmou que pretende fazer uma oferta pública na bolsa de valores Euronext de Paris em 2019. A Russian Railways, que tem uma participação majoritária no fornecedor de transporte e logística, disse que estava considerando uma redução parcial de sua participação de 75% para menos de 50%.

O ex-proprietário da Gefco e o acionista parcial, Groupe PSA, reduzirão sua participação para menos de 10% do capital, caso a oferta vá adiante. O Groupe PSA vendeu 75% da Gefco para a RZD em 2013 por €800 milhões (US$ 1,05 bilhão).

A Gefco disse que a medida permitirá “aumentar suas oportunidades de crescimento e aumentar sua posição de liderança no setor de logística automotiva e mais amplamente”.

A empresa registrou crescimento de receita de 6,3% nos primeiros nove meses de 2018, em comparação com o mesmo período do ano passado, e disse que seu negócio de logística de veículos acabados foi notável em sua contribuição para os resultados. A receita do negócio de veículos acabados aumentou 7,2% para €1,4 milhões, impulsionada principalmente pelos volumes do Groupe PSA. O aumento da produção nas fábricas da PSA também ajudou a Gefco a aumentar as receitas em seus negócios de Logística contratual e terrestre em 4,5%, para €1,6 milhão.

“Os resultados dos nove meses de 2018 confirmam a forte dinâmica de crescimento da Gefco e a capacidade do grupo de continuar melhorando a eficiência”, disse Luc Nadal, presidente do Conselho de Administração da Gefco. “Neste contexto, estamos convencidos de que o projeto de um IPO aumentará ainda mais as oportunidades de crescimento da Gefco e aumentará sua posição de liderança no setor de logística automotiva e mais amplamente.”

Até agora, neste ano, a empresa assinou um contrato de joint venture com a fornecedora de logística multimodal Bergé para mover veículos na Espanha e completou a aquisição do especialista em transporte GLT para remessas automotivas e de varejo entre o Marrocos e a Europa. Em outubro, renovou seu contrato com a Opel/Vauxhall  para logística de entrada e saída na Europa e na Turquia.

A empresa também está diversificando sua oferta e anunciou no início deste ano que estava buscando crescimento internacional e novos negócios além do escopo tradicional de suas atividades como fornecedora de logística para o setor automotivo.